terça-feira, 15 de novembro de 2016

Torta de Alfarroba com Recheio de Batata Doce (Sem Açúcar)

Às vezes até me consigo surpreender a mim própria. Esta torta foi uma dessas vezes. Vislumbrei-a numa revista em casa da minha querida sogra, não decorei a receita mas a ideia andou aqui à deriva na minha cabecinha e lá me decidi a fazê-la. E que espectáculo de torta ficou. :D

Experimentem. A sério.




Ingredientes:


Para a torta:


  • 150 gr de Amêndoa Moída
  • 4 ovos
  • 100 gr de Açúcar de Coco (ou Xarope de Agave)
  • 2 Colh. Sopa de Óleo de Girassol (ou óleo de Coco)
  • 3 Colh. Sopa de Farinha de Alfarroba
  • 4 Colh. Sopa de Farinha de Trigo Integral
  • 1 Colh. Sobremesa de Fermento
Para o Recheio:

  • 2 Batatas doces médias em pedaços
  • 100 gr de Açúcar de Coco (ou Xarope de Agave)
  • Leite q.b. (usei de Amêndoa)
Preparação:

Comecem por preparar a torta. Batam ligeiramente os ovos com o açúcar, acrescentem o óleo, misturem, em seguida a amêndoa, restantes farinhas e o fermento, voltem a misturar até obterem uma mistura homogénea.

Forrem um tabuleiro com papel vegetal, não muito grande (senão tiverem um, improvisem como eu, que pus num tabuleiro grande mas forrei de forma a que desse o comprimento certo) e espalhem o preparado anterior. Levem ao forno, previamente aquecido, cerca de 10/15 minutos - atenção a não deixar demasiado tempo senão seca muito e ao tentarem enrolar vai-se partir.

Para o recheio cozam as batatas doces, quando estas estiverem no ponto , retirem a água de cosedura e acrescentem o açúcar, misturem até este derreter. Juntem um pouco de leite e passem as batatas, com a ajuda de uma varinha mágica (ou robot de cozinha) até estas ficarem ficarem reduzidas a um creme aveludado (se necessário acrescentem mais leite para facilitar o processo). Usem este último preparado para rechear a torta - distribuam uma camada pela torta e comecem a enrolar numa das pontas.

Decorem a gosto. Se sobrar algum creme de batata doce podem pôr por cima (como eu fiz), espalhem amêndoas laminadas por cima, alguma fruta (opcional).


Nota: Esta torta pode bem ser um tronco de Natal sem açúcar, basta fazer a dobrar e montarem de forma que pareça um tronco de Natal, depois põem algumas decoração mais natalícias e já está, têm uma sobremesa de fazer vistão.

Se por acaso a massa da torta cozer demais e esta quebrar ao enrolar, não entrem em pânico. Enrolem normalmente, depois usem o resto do creme de batata doce para pôr por cima e ajudar a "colar" a torta, ou então derretam chocolate e barrem por cima - vai fazer o mesmo o efeito, a torta vai ficar linda na mesma. 

Podem, obviamente, fazer esta torta usando açúcar branco (apesar de eu não aconselhar, mas quem sou eu para isso), basta fazerem a substituição.


quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Torta de Courgete, com recheio de Cogumelos, Rebentos de Soja e Frango

Lá ando eu a portar-me mal. Outra vez a demorar imeeeenso a pôr receitas novas. É incrível ;) Adiante...

Já aqui trouxe uma receita do mesmo género, mas na altura dei-lhe o nome de Tortilla Enrolada. Neste caso, não sei porquê, acho que faz mais sentido o nome de torta. O processo é o mesmo, mas mudam os ingredientes. Fica maravilhosa na mesma e come-se bem no dia a seguir, sendo uma boa opção para levar na marmita, com uma pequena salada de alface, ou mesmo de quinoa.



Ingredientes:

Para a torta

  • 1 courgete ralada
  • 2 ovos ligeiramente mexidos
  • 1 cenoura pequena ralada
  • Sal, Pimenta preta, alho em pó, q.b.
Para o Recheio:

  • 300 gr de Cogumelos Laminados
  • 150 gr de Rebentos de Soja
  • 100 gr de Peito de Frango desfiado (aproveitem para a usar os restos que ficam no frigorífico


    )
  • 1 parte verde do Alho frânces cortada finamente (não usar as folhas mais velhas)
  • 1 dente de alho picado
  • 1 fio de azeite
  • 1 Colher rasa de Café de Açafrão
  • Sal, pimenta preta, colorau, q.b.
  • Coentros picados a gosto
  • Queijo creme para barrar
  • Queijo parmesão ralado
  • Amêndoas laminadas para decoração (opcional)
Preparação:


Numa taça juntar a courgete e a cenoura juntamente com os ovos. Temperar com sal, pimenta preta e um pouco de alho em pó. Deitar o preparado num tabuleiro forrado com papel vegetal (fazer um rectângulo mais ou menos perfeito, com cerca de 1.5 cm de altura, não mais que isso), levar ao forno até alourar e cozer na perfeição.

Num tacho preparar o recheio. Juntar o alho, alho francês e um fio de azeite, deixar alourar. Acrescentar os cogumelos e deixar diminuir de volume. Juntar o rebentos de soja, coze 5 minutos. Temperar com sal, pimenta preta, colorau e o açafrão. Deixar apurar por 5 minutos e reservar.


Retirar a courgete do forno e deixar arrefecer um pouco para ser mais fácil de manusear, ou seja, de enrolar, que é a parte gira. 

Quando já tiver arrefecido tempo suficiente (cerca de 5/10 minutinhos) espalhem o recheio numa das pontas e enrolei a torta. Aproveitem o papel vegetal, facilita bastante o processo.

Depois de enrolada, espalhem por cima um pouco de queijo parmesão e algumas amêndoas laminadas, voltem a pôr no forno por mais 5 minutos, até o queijo derreter e as amêndoas alourarem.

Bom apetite!!


quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Sementes de Girassol Caramelizadas



A primeira vez que vi este snack à venda foi numa feira de saúde na zona de Alvalade e adorei. Trouxe, obviamente, uma embalagem para casa, que não durou lá muito. Voltei a comprar noutra feira em Palmela - durou ainda menos. O M. come isto num ápice, como tal, aqui a je, andou a pesquisar e decidiu fazer umas experiências. E chegou a este belíssimo resultado. 

Sem adição de óleo, sem adição de açúcar branco :) 

Very proud of myself. :D



Ingredientes:


  • 150 gr de Sementes de Girassol 
  • 4 colheres sopa (rasas) de Açúcar de Coco
  • Canela q.b. (opcional)



Preparação:

Num tacho anti-aderente aquecer as sementes, por, mais ou menos, 5 minutos, até estas libertarem aroma. Em lume brando (atenção porque queima muito facilmente) acrescentar o açúcar de coco e deixar este caramelizar, mexer muito bem. Acrescentar a canela e mexer bem. Espalhar o preparado em papel vegetal, num camada fina. Deixar arrefecer, guardar num frasco, desfrutar no iogurte, na granola ou só assim, sem nada.


Nota: Este snack é uma óptima opção para oferecerem no Natal que se avizinha (nem digam nada - Pânico!! Passou tão rápido,que horror). Podem fazê-lo com a canela, sem canela, com um pouco de caril, ou mesmo com piri-piri moído para os mais aventureiros.